Jornal assume que errou ao não publicar artigo de Fidel

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 21 de outubro de 2003 as 19:37, por: cdb

Os novos donos do El Diario/La Prensa de Nova York admitiram nesta terça-feira que foi um erro não publicar um artigo escrito pelo presidente cubano, Fidel Castro, o que levou à renúncia do diretor do jornal, Gerson Borrero. Numa carta publicada em um suplemento especial sobre seus 90 anos, o jornal admite que “comete erros de vez em quando, incluído um recentemente”.

– Nas últimas semanas, publicamos uma infinidade de colunas e de cartas ao editor daqueles que estiveram em desacordo com nossa decisão de não publicar uma coluna de Fidel Castro – informa a carta aos leitores.

– Os erros se reconhecem, e aprende-se com eles. E, desta maneira, nos forçam a revisar e enfocar os princípios fundamentais que sustentaram este jornal desde seu início – assinala a carta, assinada por Douglas Knight, John Paton e a gerente-geral do jornal, a porto-riquenha Rossana Rosado.

A recente recusa a publicar uma coluna sobre educação, escrita por Fidel Castro, provocou a renúncia de Borrero, que tinha administrado uma série de colunas de representantes latinos, e a preocupação de setores de opinião da comunidade hispânica nova-iorquina.

Esses setores, liderados pela Coalizão Latina nos Meios de Comunicação, representada por Marta García, em Nova York, se reuniram com Knight e Rossado para mostrar seus pontos de vista e apresentar algumas reclamações, entre elas, que fosse dada uma explicação aos leitores sobre a decisão de não publicar a coluna de Fidel Castro.