Jogadores do Palmeiras eximem Vágner de culpa

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 5 de abril de 2004 as 18:02, por: cdb

Antes mesmo da derrota do Palmeiras para o Paulista nos pênaltis, já se dizia que no caso de uma eliminação a culpa do mau resultado poderia ser atribuída à polêmica que se criou durante a semana passada, quando o atacante Vágner Love teria sido visto, ao lado de Lúcio e Adãozinho, em uma casa noturna de Brangança Paulista, às vésperas da partida.

O atacante, que se recuperava de uma lesão muscular, já tinha confessado que, no ínício da semana, havia estado em um bar paulistano até altas horas, para prestigiar o aniversário de um amigo. Toda a polêmica em torno do caso fez com que o técnico Jair Picerni se irritasse e chegasse a bater boca com um jornalista da Folha de S. Paulo.

Contudo, segundo o goleiro Marcos, não é justo atribuir a eliminação aos episódios do meio de semana. “O Palmeiras não perdeu o jogo por causa do Vágner. Fomos eliminados porque o conjunto do Paulista se portou melhor em campo. Agora, eu não vou ficar puxando orelha de jogador de 19 ou 20 anos. Já tenho meus filhos”, disse o goleiro.

O meia Pedrinho pensa de forma parecida: concorda que Vágner errou, mas não acredita que isso tenha influenciado na derrota. “Todos têm que tomar consciência maior, mas dentro de campo isso não fez diferença. Eu conversei com o Vágner, porque esta oportunidade que ele está tendo é única e não se pode jogar fora. Mas a desclassificação não é culpa dele”, afirmou o meia.

Vágner foi o autor do primeiro gol do Palmeiras no empate por 3 x 3 no tempo normal. Na disputa de pênaltis, ele converteu o seu.