Jogadores do Palmeiras brigam com torcedores em Goiânia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 10 de outubro de 2002 as 00:25, por: cdb

Uma grande confusão marcou a saída do Palmeiras do estádio Serra Dourada, nesta quarta-feira, após a derrota da equipe para o Goiás por 4 x 2, pelo Campeonato Brasileiro. Os jogadores do Verdão se envolveram em uma briga com a Polícia Militar de Goiânia.

A briga começou por causa de dois torcedores do alviverde de Parque Antarctica. Ao término da partida, segundo informações da Rádio Globo, os dois palmeirenses invadiram o gramado e agrediram um torcedor do Goiás, que precisou ser levado para o Hospital.

Ambos foram presos pelo PM e os jogadores do Palmeiras, que já estavam no ônibus, resolveram tomar as dores dos dois torcedores. A situação ficou quente e o goleiro Sérgio chegou a ser preso pelos polícias.

Após muita conversa, que contou com a participação do diretor de futebol do Palmeiras, Sebastião Lapolla, o reserva do Verdão acabou liberado. Já os dois torcedores foram encaminhados para a delegacia.

Na confusão, o preparador de goleiros do clube, Carlos Pracidelli, levou um soco no rosto e saiu do estádio Serra Dourada com a boca sangrando.

Segundo a assessoria de imprensa do Palmeiras, o clube irá registrar um Boletim de Ocorrência ainda em Goiânia para registrar o fato.