Jihad coloca em risco futuro de acordo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 12 de janeiro de 2005 as 08:42, por: cdb

Extremistas palestinos mataram um civil israelense e deixaram três soldados feridos numa emboscada no sul da Faixa de Gaza nesta quarta-feira, segundo uma informação divulgada por um porta-voz do Exército.

Ele afirmou que os extremistas usaram uma bomba no ataque. Mais cedo, extremistas da Jihad Islâmica reivindicaram a responsabilidade pela emboscada, ocorrida perto do assentamento judeu de Morag e disseram que eles haviam matado todo mundo que estava dentro de um jipe.

Ainda nesta quarta-feira, soldados israelenses mataram , em um tiroteio, dois militantes palestinos procurados na aldeia de Karuat Bani Zeid, ao noroeste da cidade de Ramala, na Cisjordâmia, informaram fontes militares.Os soldados cercaram a casa onde se encontravam as vítimas, uma delas armada com um fuzil Kalashnikov.

Durante o tiroteio, soldados entraram na casa e mataram os milicianos, ambos membros do Movimento de Resistência Islâmica (Hamas).

No bairro de Ajlin, da cidade de Gaza, soldados israelenses capturaram um ativista do Hamas e outros três palestinos, informaram fontes militares sem explicar o motivo da detenção, sendo que outro militante do Fatah foi detido na aldeia de Shimali, no distrito cisjordaniano de Nablus