Jenson Button defende o machismo de que mulheres não podem correr

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 26 de outubro de 2005 as 13:47, por: cdb

O inglês Jenson Button, 25 anos, novo companheiro do brasileiro Rubens Barrichello na equipe BAR/Honda no próximo ano, demonstrou um lado bastante machista numa entrevista para a revista FHM e afirmou que as mulheres não podem guiar um carro de F1.

Segundo Button, que ainda não venceu uma corrida na categoria, as pilotos não estão “biologicamente” preparadas para o desafio. Lembrando que Danica Patrick (nos EUA), Katherine Legge (Europa) e Bia Figueiredo (Brasil) vêm mostrando talento em provas de Fórmula.

– Mas, em carros de F1 eu não vejo isso acontecendo. Por causa da grande Força G que existe nas curvas rápidas – explicou Button.

– Além disso, durante uma semana por mês você não vai ficar querer ficar perto delas num autódromo. Ou vai? Uma garota com peitos grandes nunca ficará confortável dentro do carro. E os mecânicos não irão se concentrar. Você consegue imaginá-los apertando o cinto de segurança dela – finalizou o inglês.