Japão declara apoio aos EUA na luta contra o terrorismo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 25 de setembro de 2001 as 15:17, por: cdb

O primeiro-ministro do Japão, Junichiro Koizumi, visitou o presidente George W. Bush, nesta terça-feira, prometendo o apoio da segunda maior economia do mundo aos Estados Unidos em sua luta contra o terrorismo.

Koizumi lembrou, no entanto, que o Japão é impedido constitucionalmente de participar de ações militares, desde o fim da Segunda Guerra Mundial, mas afirmou que o país pode cooperar de outras formas.

Bush elogiou a manifestação de solidariedade japonesa e descreveu a campanha liderada pelos EUA contra o terror como uma batalha entre “o bem e o mal”.

Em entrevista conjunta, nos jardins da Casa Branca, Bush disse que suas conversações com Koizumi foram “ótimas”, tendo girado em torno de formas de colaboração entre os serviços de informações dos dois países e de cooperação para cortar o fluxo de dinheiro para grupos suspeitos de atividades terroristas.

O premier japonês afirmou que sua nação está determinada em seus esforços para ajudar na luta contra o terrorismo.

“Nós, japoneses, estamos ao lados dos Estados Unidos nessa luta”, declarou Koizumi aos jornalistas.