Jader Barbalho é o escolhido de Lula para mediar negociações com PMDB

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 8 de novembro de 2006 as 17:22, por: cdb

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deu sequência às negociações com o PMDB sobre a participação e o espaço do partido no segundo mandato com uma conversa com o deputado Jader Barbalho (PA), nesta quarta-feira. Ele deve manter a linha de diálogos plurais com as diferentes alas da legenda para garantir o desejo de ter o PMDB unido no próximo mandato.

Lula tem seguido uma orientação de que precisa ampliar o escopo de interlocutores no PMDB para evitar o racha do partido desde 2003. Por isso, avalia-se que não pode negociar apenas com os aliados do Senado, Renan Calheiros (AL) e José Sarney (AP).

– Há um sentimento dentro do partido que a interlocução não pode ser exclusiva do Renan e do Sarney. É preciso abrir espaço para os novos. E o presidente precisa demonstrar que confia nos novos interlocutores. Se não é igual casamento de traído: a pessoa não confia na esposa e fica escutando as conversas dela no telefone -, disse um parlamentar peemedebista.

Será pelas mãos de Jader que Lula tentará rearticular as forças do PMDB para garantir o firme apoio.

– O que importa é o conteúdo da conversa. E essa conversão não pode ser uma com um grupo e outra com outro grupo. Se o presidente seguir essa forma não vai ser uma negociação complicada de se fazer – , disse a fonte.

E será por ele que o presidente vai avaliar também as condições políticas de apoiar a intenção do partido de comandar as duas casas do Congresso, mesmo desagradando aliados, como o PTB, o PP e o próprio PT.

A outra fonte do PMDB afirma que o apoio do presidente ao pleito do partido em relação ao terceiro cargo da República é crucial para o novo entendimento. Jader é só o início de uma longa lista de conversas do presidente que inclui, Renan, Sarney, Geddel, o deputado Eunício Oliveira (CE), o ministro Hélio Costa, o deputado Michel Temer, o presidente do PMDB paulista Orestes Quércia.