Jacques Chirac reitera apoio da França ao Timor Leste

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 9 de junho de 2003 as 17:52, por: cdb

O presidente francês, Jacques Chirac, reiterou nesta segunda-feira o apoio da França à reconciliação nacional no Timor Leste, ao receber Xanana Gusmão, o presidente do pequeno território independente já há um ano, informaram fontes oficiais.

Chirac recebeu Gusmão no Palácio do Eliseu durante duas horas.

Gusmão é o herói da independência desse país, um dos mais pobres da Ásia e que conseguiu a independência em maio de 2002, depois de 24 anos de uma brutal ocupação indonésia.

Gusmão faz uma viagem pela França, pelos Estados Unidos e por Portugal, e na próxima terça-feira deve receber na Unesco o prêmio Félix Houphouet-Boigny pela defesa da paz 2002.

O chefe de Estado se disse “feliz por receber um homem estimado e respeitado por todos”, afirmou a porta-voz da presidência francesa, Catherine Colonna.

Segundo Colonna, o presidente Chirac “reiterou o apoio da França ao processo de reconciliação nacional”, e Gusmão lhe agradeceu pela ajuda da França à independência de Timor Leste.

Timor Leste foi destruído em 1999, depois de uma votação pela independência desta ex-colônia portuguesa anexada ilegalmente pela Indonésia em 1976. Depois dessa votação, milicianos pró-Indonésia massacraram entre 600 e 2.000 civis e destruíram 80% da infra-estrutura do país.

A porta-voz disse que os dois presidentes tinham discutido sobre a situação de Timor Leste e o papel das Nações Unidas, que continua colocando à disposição do país conselheiros e cerca de 3.700 capacetes azuis para o jovem Estado.

Chirac e Gusmão também discutiram sobre as relações de Timor com a Indonésia e sobre a integração regional.