Itália está pronta para assumir a presidência semestral da Europa

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 27 de junho de 2003 as 14:45, por: cdb

A Itália está pronta para assumir a presidência da União Européia na semana próxima, responsabilidade que exercerá durante os próximos seis meses, um período chave no futuro da Nova Europa na qual se incorporarão 10 novos países membros.

Também será no próximo semestre que deverá se chegar a um consenso sobre a futura Constituição, que, todavia gera intensos debates entre os atuais quinze membros da UE.

A Itália, que sucederá a Grécia na liderança da Europa, levará a cabo uma presidência onde deve deixar impressa sua marca através das prioridades e o estilo de governo que irá impor o presidente do Conselho de Ministros italiano Silvio Berlusconi.

Berlusconi apresentou ontem as prioridades de sua presidência, onde os principais objetivos são o relançamento da economia européia, combater a criminalidade e a imigração clandestina, dotar os europeus de uma nova constituição, e propor medidas comuns para reformar o sistema da previdência.

A atenção da Itália no semestre de presidência da UE – disse Berlusconi em discurso no Senado italiano – será “concentrada sob uma estratégia mirada ao relançamento da economia européia”.

Segundo Berlusconi, os cidadãos europeus “pedem um mundo mais justo e seguro, mas também um espaço de liberdade e segurança e que seja melhorada a luta contra a criminalidade organizada e a imigração clandestina”.

Sobre a Constituição Européia, Berlusconi disse que a assinatura da nova Constituição Européia acontecerá em Roma após o 1º de maio de 2004, apesar de naquela data a presidência de turno estará sob o comando da Irlanda.

O líder italiano confirmou que “medidas de reformas européias comuns dos sistemas de previdência” avançarão e serão sustentadas pela Itália.