Itaboraí reforça ações para combater a dengue

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012 as 10:07, por: cdb

Com o objetivo de traçar estratégias contra o mosquito Aedes aegypti e escolher novos locais para montar Centros de Hidratação, técnicos da secretaria estadual de Saúde devem visitar a rede pública de Itaboraí nos próximos dias. Nas quatro primeiras semanas de janeiro deste ano foram notificados 221 casos da doença. No mesmo período do ano passado foram 172. Estes números fizeram a luz amarela acender nas secretarias estadual e municipal de Saúde.

Ações – Nos últimos seis meses, os agentes de saúde vem intensificando as ações contra o mosquito da dengue nos principais bairros da cidade. Já foram vistoriadas as regiões de Manilha, Aldeia da Prata, Itambi, Venda das Pedras, Apolo III, Sambaetiba, Visconde de Itaboraí, Centro, Nancilândia, Areal, Vila Brasil, João Caetano e Nova Cidade.

Durante as visitas, cartilhas e panfletos são distribuídos para a população com orientações de como eliminar os criadouros e evitar o nascimento de novos mosquitos. Enquanto agentes de saúde vasculham residências e comércios eliminando focos de água parada, agentes comunitários pedem apoio à população no combate a doença.

O secretário de Saúde da cidade, Cezar Alonso, que comanda as ações na cidade, garante que o papel da população é de suma importância. “O ambiente doméstico concentra 80% dos focos de dengue. Estamos fazendo a nossa parte, com agentes visitando residências, levando informativos e colocando tela nas caixas d’água para evitar que o vetor deposite suas larvas. Mas o papel da população é fundamental. Todos tem que manter seus quintais limpos, eliminando os focos da dengue”, disse.

Teste rápido – Um novo aparelho foi instalado no laboratório do Hospital Municipal Desembargador Leal Junior, no bairro de Nancilândia. Os pacientes que derem entrada na emergência da unidade com algum dos sintomas da dengue terão o resultado dos exames (sorologia) revelados em menos de 10 minutos. “Nosso objetivo é diagnosticar a doença o mais rápido possível e tratar o paciente”, informou o secretário de Saúde, Cezar Alonso.

Leitos – A secretaria de Saúde de Itaboraí também criou uma nova enfermaria, com 10 leitos, para tratar dos pacientes com dengue. “Desativamos uma sala da enfermagem para criarmos este espaço. O Estado vai nos ajudar montando os Centros de Hidratação. Não podemos perder vidas por causa de um mosquito. Estamos trabalhando para evitar o pior”, garantiu Alonso.

Por Alex Alves Foto Sandro Giron