Israel mata nove palestinos em Gaza

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 13 de junho de 2006 as 09:55, por: cdb

Israel matou nove palestinos, incluindo duas crianças, em um ataque com míssil nesta terça-feira contra um furgão que carregava militantes e foguetes na Faixa de Gaza, contaram testemunhas e integrantes de equipes médicas.

Esse foi o ataque aéreo com o maior número de vítimas fatais na Faixa de Gaza nos últimos anos e surge em meio a uma nova onda de indignação e disparos de foguetes entre os palestinos, depois de sete pessoas terem sido mortas, na sexta-feira, em disparos da artilharia israelense.

A violência também se intensificou nos conflitos entre os membros da facção Fatah, do presidente palestino, Mahmoud Abbas, e do grupo Hamas, atualmente no governo.

– Os militares israelenses realizaram um ataque aéreo no norte da Faixa de Gaza contra um veículo carregado com foguetes, que levava uma célula terrorista pronta para lançá-los contra Israel – disse o Exército de Israel, em comunicado divulgado em Tel Aviv.

Testemunhas contaram ter visto foguetes nos destroços do furgão amarelo, que foi atingido no leste da cidade de Gaza. Segundo as testemunhas, ao menos dez pessoas teriam sido mortas. Equipes médicas contaram que o número de vítimas fatais era de nove.

Aparentemente, estilhaços do míssil israelense atingiram uma casa próxima, provocando vítimas entre as crianças que brincavam do lado de fora.

Moradores da área contaram que os homens a bordo do veículo pertenciam ao grupo Jihad Islâmica.

O ataque aéreo deve aumentar ainda mais a tensão na região. Mais de cem foguetes de fabricação caseira foram disparados contra Israel a partir do território palestino nos últimos quatro dias, afirmaram as Forças Armadas de Israel.

<b>CONFLITO INTERNO</b>

Na Cisjordânia, integrantes da Fatah incendiaram escritórios do Hamas em meio a uma escalada da violência entre os seguidores de Abbas e os militantes leais ao primeiro-ministro palestino, Ismail Haniyeh, um dirigente do grupo islâmico.

Membros da Fatah incendiaram escritórios do Hamas nas cidades de Salfit e Qalqilya, na Cisjordânia, contaram testemunhas. Homens armados da Fatah também disparam contra uma instalação da cidade de Nablus que pertence ao Hamas.

Ninguém ficou ferido nos incidentes ocorridos durante a noite e que aconteceram depois de um ataque incendiário realizado por membros da Fatah contra o gabinete de Haniyeh no Parlamento palestino, em Ramallah, na segunda-feira.

Desde que o Hamas tomou posse em março, depois de ter vencido as eleições, os dois grupos travam uma batalha cada vez mais acirrada pelo poder. Choques tornaram-se frequentes na Faixa de Gaza, um reduto do Hamas, e tiroteios entre os grupos rivais já deixaram ao menos 20 palestinos mortos.

A onda de violência também atingiu a Cisjordânia, onde a Fatah é mais forte, na forma de uma série de incêndios e de ataques com armas de fogo contra escritórios do Hamas.