Israel frustra ataque a assentamento

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 12 de abril de 2004 as 08:59, por: cdb

Tropas israelenses mataram três palestinos armados dentro de um assentamento judaico nesta segunda-feira, no momento em que o primeiro-ministro Ariel Sharon se prepara para ir a Washington em busca de aprovação dos Estados Unidos para o seu plano de retirada unilateral de Gaza.

Sharon quer retirar 20 assentamentos de Gaza, incluindo o enclave de Netzarim, local que os três militantes pretendiam atacar. Os palestinos dizem que o plano é um truque e que a intenção é anexar os maiores assentamentos da Cisjordânia no futuro.

Sharon vai para Washington ainda nesta segunda-feira para um encontro com o presidente dos EUA, George W. Bush. Fontes israelenses disseram que eles fecharão um acordo garantindo que Israel não terá que ceder toda a Cisjordânia em um futuro acordo de paz com os palestinos.
Em troca, Israel fará uma histórica retirada de Gaza, capturada junto com a Cisjordânia durante a Guerra dos Seis Dias, de 1967.  Sharon enfrenta resistência de nacionalistas de seu partido e quer garantias de Bush para poder enfrentá-los.

Uma porta-voz do Exército de Israel afirmou que os três militantes conseguiram entrar em Netzarim, lugar isolado e com forte segurança na região central de Gaza, antes do amanhecer. Eles abriram fogo e jogaram granadas contra os soldados antes de serem interceptados.

Uma fonte militante disse que os três eram do Hamas, Jihad Islâmica e das Brigadas de Mártires de Al Aqsa, que é parte do movimento Fatah, do presidente palestino, Yasser Arafat. Nenhum soldado ou colono ficou ferido no incidente, ocorrido no último dia do feriado de uma semana da Páscoa Judaica.