Irmã de vice-presidente do Iraque é morta a tiros

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 27 de abril de 2006 as 12:11, por: cdb

A irmã de um dos vice-presidentes do Iraque foi morta a tiros nesta quinta-feira, dia em que autoridades diplomáticas e de defesa dos Estados Unidos visitaram o país para expressar apoio ao novo governo. Meysoun al-Hashemi, irmã do vice-presidente árabe sunita Tareq al-Hashemi, foi baleada em seu carro. O irmão de Hashemi foi morto no dia 13 de abril e o irmão de outro importane político sunita também foi sequestrado e morto neste mês.

Em outubro, o irmão de outro vice-presidente, o xiita Adel Abdul Mahdi, também foi morto. O assassinato da irmã do vice aconteceu durante a visita da secretária de Estado norte-americana, Condoleezza Rice, e do secretário da Defesa, Donald Rumsfeld, a Bagdá para ressaltar a importância que Washington dá ao primeiro-ministro designado, Nuri al-Maliki, e aos seus esforços para formar um governo de coalizão.

– Acho que é justo dizer que todos esses líderes iraquianos reconhecem os desafios que têm pela frente, reconhecem que o povo iraquiano espera que seu governo seja capaz de enfrentar esses desafios. Obviamente, a chave agora é colocar o governo para funcionar, escolher ministros que sejam capazes e também que reflitam o valor de um governo de união nacional, e depois lidar com a situação de segurança, lidar com a situação econômica – disse Rice a repórteres na embaixada dos EUA.

Ela disse que os representantes do governo com quem se encontrou, incluindo Maliki, o premiê em fim de mandato, Ibrahim al-Jaafari, e o ex-primeiro-ministro Iyad Allawi, estão “concentrados” e “sérios”. Rice e Rumsfeld chegaram separadamente a Bagdá na quarta-feira. Rice partiu nesta quinta-feira para a Bulgária, onde participa do encontro de ministros das Relações Exteriores da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). Rumsfeld volta para Washingon.