Iraque registra 151 mortes em fevereiro, revela governo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 2 de março de 2012 as 07:01, por: cdb

Iraque registra 151 mortes em fevereiro, revela governo

BAGDÁ, 2 Mar (Reuters) – Militantes mataram 151 civis iraquianos e integrantes das forças de segurança em fevereiro, de acordo com números oficiais, mostrando que bombardeios diários e tiroteios persistem no cotidiano do país, apesar da retirada das forças norte-americanas em dezembro.

O nível geral de violência estava um pouco abaixo do que janeiro. Uma série de ataques no dia 23 de fevereiro que matou mais de 60 pessoas é um lembrete que militantes ainda podem causar massacres de larga escala.

De acordo com estatísticas do governo iraquiano, 91 civis, 39 policiais e 21 soldados foram mortos em fevereiro. No mês anterior, o índice de mortos foi de 177, sendo 99 civis, 37 policiais e 41 soldados.

No auge da violência sectarista em 2006-2007, o número de mortos mensais era regularmente em torno de 3 mil.

O governo divulgou estatísticas nesta semana dando um número oficial de mortos durante a presença norte-americana no país, de quase 70 mil. Outras fontes, como o Iraq Body Count, grupo de que compila informações em relatos da mídia, dão números maiores.

A retirada das tropas norte-americanas quase nove anos após a invasão que derrubou Saddam Hussein foi seguida por uma crise política, depois de o principal partido sunita se retirar do governo xiita do primeiro-ministro Nuri al-Maliki.

Fevereiro teria sido um dos meses mais pacíficos no Iraque desde a invasão até os ataques do dia 23 de fevereiro, principalmente em alvos xiitas.

(Por Mohammed Ameer)

Reuters