Irã está pronto para retomar diálogo sobre o programa nuclear, diz Ahmadinejad

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 28 de dezembro de 2010 as 10:35, por: cdb

Brasília – O presidente do Irã, Marmoud Ahmadinejad, afirmou hoje (28) que está pronto para retomar o diálogo na tentativa de encerrar o impasse que cerca o programa nuclear do país. Ele disse que as discussões podem ocorrer em “Brasília, Istambul [Turquia] ou em Teerã [Irã]”. Há mais de seis meses, o Irã está sob fortes sanções impostas pela maior parte da comunidade internacional. Segundo Ahmadinejad, essa medidas geraram o fortalecimento interno da nação iraniana. 

As informações são da agência oficial de notícias do Irã, a Irna. Ahmadinejad se referiu às discussões com os integrantes do chamado G5+1, composto pelos membros permanentes da das Nações Unidas – Estados Unidos, França, Inglaterra, China e Rússia –, além da Alemanha.

Desde junho, o Irã está submetido a uma série de sanções impostas pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas e unilateralmente por entidades e países, como a União Europeia, os Estados Unidos, o Canadá e o Japão, entre outros. Alguns líderes políticos mundiais suspeitam que o programa nuclear iraniano esconda a produção de armas secretas.

Ahmadinejad e as autoridades iranianas negam as acusações. O governo do Irã afirma que o programa nuclear tem fins pacíficos. O governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi contrário à aprovação das sanções ao Irã e defende a busca pelo diálogo. No primeiro semestre, Lula intermediou um acordo para a troca de urânio levemente enriquecido pelo produto enriquecido a 20% entre o Irã e a Turquia.

Em viagem ao interior do Irã hoje, Ahmadinejad disse que os direitos do país “devem ser respeitados” e que as sanções provocaram o fortalecimento interno. “O vencedor dessa disputa política foi a nação iraniana”, disse ele. “O Irã é um país nuclear e eles [os que levantam suspeitas contra o Irã] não serão capazes de impedir o ganho obtido por meio da energia nuclear”, acrescentou.

Edição: Juliana Andrade

Leia também:

Lula diz que EUA não mudaram visão sobre a América Latina mesmo com Obama Irã anuncia que usina nuclear de Bushehr entrará em funcionamento em breve Lula volta a defender diálogo com Irã e critica “tutela da paz” dos EUA