Irã anuncia que usina nuclear no Sul do país começa a funcionar em fevereiro

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 3 de janeiro de 2011 as 08:11, por: cdb
Ali Akbar Salehi, chefe da Comissão de Energia Atômica do Irã
Ali Akbar Salehi, chefe da Comissão de Energia Atômica do Irã, fez o anúncio da medida

O chefe da Organização de Energia Atômica do Irã (Oeai), Ali Akbar Salehi, disse nesta segunda-feira que a Usina Nuclear de Bushehr, no Sul do país, será colocada em funcionamento já em fevereiro. Segundo ele, os trabalhos de conclusão da usina “estão progredindo bem”. Salehi informou ainda que o reator da usina deve funcionar a partir de outubro. Os primeiros testes começam este mês, de acordo com ele.

O governo do Irã informou ainda que a Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea) supervisiona os trabalhos. As informações são da rede estatal de televisão, a Press TV. Testes preliminares na Usina de Bushehr foram feitos em outubro e novembro de 2010.

Segundo Salehi, o sistema de abastecimento de combustível da usina foi concluído – em todos os níveis para o suporte do reator nuclear. A construção da Usina de Bushehr começou em 1975, quando o governo da Alemanha assinou um contrato com o Irã.

Porém, o governo alemão se retirou do projeto em 1979, quando houve a Revolução Islâmica do Irã. Depois, em 1995, houve um novo contrato para o funcionamento da usina desta vez com o governo da Rússia. As obras foram retomadas em 1999.

A usina nuclear de Bushehr, no Sul do país, passará a funcionar no momento em que o Irã é alvo de uma série de sanções da comunidade internacional que atingem principalmente a economia iraniana. Para integrantes de países que formam a Organização das Nações Unidas (ONU), o governo do presidente Mahmoud Ahmadinejad desenvolve armas atômicas de forma secreta.

No entanto, Ahmadinejad e seus assessores negam as suspeitas em torno do programa nuclear do Irã. De acordo com as autoridades iranianas, o programa tem fins pacíficos. Ao longo do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foi defendida a negociação por meio do diálogo com Ahmadinejad.

Edição: Talita Cavalcante

Leia também:

Irã anuncia que usina nuclear de Bushehr entrará em funcionamento em breve Irã anuncia produção própria de urânio concentrado