Irã acha que será próximo alvo dos EUA

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 14 de março de 2003 as 16:46, por: cdb

O próximo alvo dos EUA depois do conflito bélico com o Iraque será o Irã, que sofrerá uma “guerra ideológica” com a ajuda dos meios de comunicação, declarou nesta sexta-feira, o dirigente iraniano Hassan Rowhani, secretário do Conselho Supremo Nacional de Segurança.

Rowhani, entrevistado pela agência iraniana Irna, acha que esta “guerra ideológica” (“guerra de software”, segundo ele) buscará assassinar as crenças do povo, mudar seus comportamentos, acabar com a unidade nacional e apagar a identidade nacional e religiosa da população”.

O dirigente iraniano esteve ontem à noite numa cerimônia em homenagem ao aiatolá Khomeini em seu mausoléu, localizado em Shahr-e Rey, um bairro ao sul de Teerã.

“Mas os americanos se enganam gravemente, porque mesmo que vençam no Iraque, o Irã é invencível” e “não haverá o final feliz que buscam”, disse.

Rowhani difundiu a tese de que o verdadeiro objetivo dos EUA vai além do Iraque, já que “o plano americano no Golfo Pérsico não tem outro objetivo se não mudar o mapa regional e satisfazer seus interesses petroleiros e os interesses de Israel”, concluiu.

Hassan Rowhani é considerado um dos principais líderes iranianos, encarregado da segurança interna do país, e encabeça com freqüência missões diplomáticas no exterior.

O Irã foi incluído -junto com Iraque e Coréia do Norte- num “eixo do mal” pelo presidente dos EUA, George W. Bush, que acusou Teerã de tentar adquirir armas de destruição em massa.