Intelig investe em serviços para pequenas e médias empresas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 19 de outubro de 2001 as 14:14, por: cdb

A Intelig lançou um pacote de produtos desenhado especialmente para as pequenas e médias empresas (PMEs). De acordo com o diretor de marketing da operadora de longa distância, Kleber Meira, 60% do mercado brasileiro de PMEs – que representam um mercado total em torno de 4 milhões de empresas, segundo o IBGE – ainda não possui nenhum tipo de produto de dados. Esse quadro é confirmado por dados de outros institutos de pesquisa de mercado, que apontam para o fato de que 45% da receita de dados das operadoras no Brasil vem das empresas de pequeno e médio porte, com uma previsão de que esse percentual chegue a 60% em três anos.

Tomando como base essa estimativa, a operadora criou soluções compostas por quatro diferentes produtos. O pacote é formado por duas soluções de transmissão de dados que são o IP Fácil Intelig e o Link Fácil Intelig; um plano alternativo de voz que é o Conta Reduzida Intelig – com descontos de até 16% nas contas de DDD e DDI até R$ 500 – além do Intelig Dotz Corporate, no qual a empresa cadastrada no programa acumula Dotz e troca o valor acumulado por serviços e produtos, como passagens aéreas, material de escritório e treinamentos.

Para o diretor de marketing, a formatação dada aos novos produtos da operadora deverá facilitar sua venda para as pequenas e médias empresas como é o caso do Link Fácil, que é um serviço que engloba transmissão de voz e dados com acesso à Internet através de uma rede Frame Relay. Este produto está disponível em 87 cidades e sua versão mais simples, com velocidade de 64 Kbps, custa cerca de R$ 1.100 mensais. Como promoção de lançamento, a companhia oferece desconto de 12% para as cidades de São Paulo, Campinas, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Uberlândia.

Já o IP Fácil fornece acesso dedicado à Web através da rede IP da Intelig. O produto atende a 58 cidades do País a um preço mínimo em torno de R$ 530 mensais, com velocidade de 64 Kbps.

“Nosso objetivo é conquistar 20% do segmento de pequenas e médias empresas até dezembro de 2003 e fazer com que este faturamento represente 40% da receita de dados da Intelig até 2005”, revelou o diretor de marketing, acrescentando que este ano 45% da receita da companhia deverá vir da linha de negócios de serviços de comunicação de dados.