Intelectuais pedem que soldados israelenses não ataquem Gaza

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 28 de novembro de 2012 as 13:33, por: cdb

Um grupo composto por vencedores do Prêmio Nobel da Paz, ativistas pelos direitos humanos e intelectuais aderiram a um abaixo-assinado pedindo que soldados israelenses boicotem os bombardeios à Faixa de Gaza.
Além de condenar os ataques planejados pelo governo de Benjamin Netanyahu, o documento também acusa os Estados Unidos e a União Europeia de serem “cúmplices” da morte de mais de 160 palestinos.

Até o momento, já foram colhidas 52 assinaturas. Entre os apoiadores estão a irlandesa Mairead Maguire (laureada com o Nobel da Paz de 1976) e o argentino Adolfo Pérez Esquivel (vencedor do Nobel de 1980). Também aderiram ao documento o músico Roger Waters (ex-líder do Pink Floyd) e o intelectual Noam Chomsky. Stéphane Hessel, ex-diplomata francês que sobreviveu ao holocausto nazista e é co-autor da Declaração Universal dos Direitos Humanos também assinou a carta.

“Horrorizados com a última rodada de agressões israelenses contra os 1,5 milhão de palestinos da cercada e ocupada Faixa de Gaza e conscientes da impunidade que permitiu este novo capítulo de décadas de violações israelenses do Direito Internacional e das garantias palestinas, nós acreditamos que há uma necessidade urgente de um embargo”, disse a carta.

“Embora os Estados Unidos mantenham-se como o maior patrocinador de Israel, fornecendo bilhões de dólares em tecnologia militar avançada, o papel da União Europeia não pode passar desapercebido, particularmente seus subsídios a programas de pesquisa militar”, acusou.

Com Opera Mundi

 

..