Integrar 1.000 municípios ao Sistema Nacional de Trânsito é desafio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 7 de janeiro de 2005 as 17:47, por: cdb

O desafio do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) para 2005 será a integração de 1.000 municípios ao Sistema Nacional de Trânsito (SNT), medida que deverá representar uma trabalho extra também para os prefeitos que acabam de assumir os cargos.

Integrar o SNT significa estar em conformidade com as diretrizes da política nacional para o setor, envolvendo aí os projetos de segurança e educação que podem ser firmados com o órgão máximo de trânsito do país. Hoje, dos 5.506 municípios brasileiros, somente 629 estão integrados. De acordo com a política nacional de trânsito do governo federal, até 2014 todos os municípios brasileiros devem estar integrados ao SNT.

De acordo com o coordenador jurídico e de fiscalização do Denatran, Fábio Antinoro, “a integração é interessante para qualquer administrador público porque visa colocar a sociedade no mundo atual das discussões de trânsito. E não se concebe mais um município não ter não ter essa integração, porque trânsito hoje representa um grande prejuízo se não for bem administrado e se as questões de educação também não forem bem consideradas”.

Entre os projetos de educação para o trânsito, o Denatran busca a mobilização social, com a formação de multiplicadores, e a ampla divulgação das ações de sucesso. Neste ano serão criadas 69 turmas em cidades onde o trânsito ainda não foi municipalizado, para a realização de 92 cursos específicos sobre gestão do trânsito, além de 60 eventos de assessoramento técnico. Os próprios técnicos do departamento vão assessorar os municípios em processo de integração.

– O paradigma nesta administração do Denatran é fortalecer a questão cultural do trânsito – disse Antinoro. Segundo ele, o objetivo é fazer com que o assunto seja tratado entre as crianças em idade escolar.

-Isso precisa estar arraigado ao conhecimento humano, para se entender o que é o trânsito – afirmou. Segundo ele, também é importante que se esclareça o papel do condutor de veículos.