Instalada subcomissão para acompanhar obras de mobilidade urbana

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 28 de março de 2012 as 14:13, por: cdb

Foi instalada na terça-feira (27) a Subcomissão Especial de Acompanhamento das Obras de Mobilidade Urbana da Comissão de Viação e Transportes. O deputado Mário Negromonte (PP-BA), autor do requerimento para a criação da subcomissão, foi eleito presidente e já apresentou um requerimento para que o secretário de Mobilidade Urbana do Ministério das Cidades, Luiz Carlos Bueno, seja ouvido pelos integrantes da subcomissão.

O deputado explica que a Secretaria de Mobilidade Urbana do Ministério das Cidades é a responsável, dentro do Executivo, pelo PAC Copa, pelo PAC Mobilidade Grandes Cidades e pelas outras obras que recebem verbas federais na área de mobilidade urbana.

A Subcomissão foi criada para acompanhar esse trabalho e contribuir para que o Executivo possa cumprir prazos e orçamentos, principalmente considerando-se a proximidade de dois grandes eventos – a Copa 2014 e as Olimpíadas 2016 – que trazem uma enorme repercussão da imagem do Brasil no exterior.

“A presença do secretário nacional de Mobilidade Urbana em reunião da Subcomissão Especial do PAC Mobilidade Urbana, com participação extensiva a todos os deputados da Comissão de Viação e Transportes que queiram participar, é de fundamental importância neste momento de início de trabalhos, para construir uma agenda norteada pela objetividade desse diagnóstico do Executivo”, diz o deputado.

Após a instalação, o deputado Alberto Mourão (PSDB-SP) foi eleito vice-presidente, e o deputado Hugo Leal (PSC-RJ) foi designado relator.

Obras
A subcomissão vai acompanhar obras relativas a metrôs, BRTs, veículos leves sobre trilhos (VLTs), corredores exclusivos, portos, aeroportos, rodovias e ferrovias – algumas delas integrantes do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

BRT (Bus Rapid Transit) é um sistema de ônibus biarticulados que se deslocam em alta velocidade por corredores exclusivos, diminuindo o tempo de viagem, se comparado ao serviço de ônibus atual. O pagamento da passagem é realizado fora dos veículos, nas estações, aumentando a agilidade das chegadas e partidas. Juntos, os três corredores que estão sendo implementados no Rio de Janeiro (Transoeste, Transcarioca e Transolímpica) irão totalizar 123 km, que conectarão diversos bairros de todas as zonas da cidade.

A Comissão de Desenvolvimento Urbano também criou uma subcomissão especial para acompanhar o andamento das obras de mobilidade urbana para a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

Da Redação/ WS