Inscrições para o ‘Minha Casa, Minha Vida’ encerram amanhã

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 28 de fevereiro de 2012 as 09:21, por: cdb

As inscrições para a segunda etapa do programa habitacional “Minha Casa, Minha Vida” realizadas através do site www.teresina.pi.gov.br/shm, desenvolvido pela Empresa Teresinense de Processamento de Dados-Prodater para a Prefeitura de Teresina encerram nesta quarta-feira, 29.

A previsão da PMT é de que a relação das famílias selecionadas através do ranking classificatório gerado pelo Sistema Gestor de Moradia e Habitação (SMH) seja divulgado no dia 14 de março pela Secretaria do Trabalho, Cidadania e de Assistência Social (Semtcas). Até o final de 2012, a Prefeitura Municipal de Teresina estima que sejam construídas mais 10 mil moradias a fim de reduzir o déficit habitacional da capital.

Para permitir que a população acompanhe a quantidade de cadastros realizados, foi instalado no site da Prodater (www.prodater.teresina.pi.gov.br) um cronômetro on-line que atualiza o número de inscrições efetuadas com sucesso através do SMH. Até às 11 horas da manhã desta terça (28), mais de 81 mil inscrições já foram realizadas pelos teresinenses.

Segundo Patrick Silveira, diretor-presidente da Prodater, o Sistema utilizado para as inscrições no ‘Minha Casa, Minha Vida” em Teresina está sendo analisado pela Caixa Econômica Federal para servir de modelos para todos os municípios brasileiros. “A CEF já apresentou o SMH para prefeitos piauienses que vão utilizar o sistema desenvolvido e utilizado com êxito pela PMT”, completa Patrick.

Conforme informações da Secretária Municipal do Trabalho, Cidadania e de Assistência Social (SEMTCAS), Graça Amorim, com as duas edições do MCMV Teresina terá um incremento de 16 mil unidades habitacionais. Ela informa ainda que os próximos conjuntos residenciais a serem entregues serão o Residencial Tabajaras, com 149 casas, o Miriam Pacheco com 219, o Bem Viver, com 400 casas; o Teresina Sul I, com 200 unidades e o Teresina Sul II, com 500 casas.

“Morar bem é um direito fundamental. Nunca se construiu tanta casa como agora na capital! A política habitacional desenvolvida pela Prefeitura de Teresina em parceria com o Governo Federal vem reduzindo bastante o déficit habitacional da cidade. Isso tudo sem falar nos residenciais construídos pelos programas locais de habitação. Está muito fácil hoje adquirir uma casa própria e isso é uma vitória para a prefeitura e para a população”, destaca Graça Amorim.