Ingressos quase esgotados para a final da Copa do Brasil

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 10 de junho de 2003 as 23:35, por: cdb

Restam poucos ingressos, apenas de geral, para a final da Copa do Brasil, entre Cruzeiro e Flamengo, nesta quarta-feira, às 21h40, no Mineirão. No início da noite desta terça, 70.674 entradas já haviam sido compradas pelos torcedores, o que representa 90,11% do total (78.424 bilhetes).

Na manhã desta terça, os ingressos de arquibancada (normal e de estudante) e de cadeiras (especial e setor) esgotaram-se, e à tarde a arquibancada para criança também acabou.

Nesta quarta-feira, a partir das 9h, haverá venda das entradas de geral que restaram. São 6.700 ingressos, sendo que 600 são de estudantes, que custam R$ 5 e R$ 2,5 respectivamente. O torcedor poderá comprar no Posto Psiu da Praça Sete, nas sedes social e campestre do Cruzeiro, na Federação Mineira de Futebol e na bilheteria 4 do Mineirão.

A ação dos cambistas irritou bastante os torcedores do Cruzeiro, que perderam a paciência e os agrediram. O cruzeirense Getúlio Rocha, de 40 anos, esteve no Mineirão à tarde para comprar ingressos, mas acabou presenciando uma pancadaria na bilheteria do estádio.

– Não cheguei a atravessar a rua e já me cercaram quatro ou cinco cambistas me oferecendo ingresso de arquibancada a R$ 20 e outros a R$ 25 (o preço normal é R$ 10) – relatou o torcedor, que ficou sabendo por um funcionário da Administração dos Estádios de Minas Gerais (Ademg) que não havia mais entradas.

Ele contou que não encontrou policial algum para denunciar os cambistas, mas os torcedores estavam irritados e decidiram resolveram na base da violência. Segundo Getúlio, os cruzeirenses mais exaltados localizaram duas pessoas vendendo ingressos e os cercaram.

– Quando os dois cambistas chegaram ao guichê, eles pegaram os dois rapazes de porrada. Chegou outro cambista para separar, um elemento pegou uma garrafa de cerveja e quebrou na cabeça do cara – disse Getúlio Rocha, acrescentando que deixou o local em seguida.