Inflação, sob controle, sobe aquém do previsto

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 5 de abril de 2006 as 08:52, por: cdb

Os preços ao consumidor em São Paulo voltaram a registrar alta em março, de 0,14%, seguindo a deflação de 0,03% em fevereiro, informou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), nesta quarta-feira. Economistas previam em média um avanço de 0,21%, com os prognósticos variando de 0,18% a 0,25%.

A aceleração deveu-se sobretudo a maiores preços de combustíveis, após o aumento do álcool. O grupo Transportes teve alta de preços de 1,29% em março, contra 0,49% no mês anterior. Os preços de Vestuário caíram em ritmo menor, em 0,22%, ante 0,99% em fevereiro. Os custos de Despesas Pessoais também recuaram menos, em 0,17%.

Já os custos de Alimentação aumentaram a deflação, caindo 0,46% em março, ante baixa de 0,22% em fevereiro.

Veja abaixo a variação de preços dos principais grupos de produtos e serviços:

                                              Março             Fevereiro 
    Habitação:                      +0,14 pct         -0,02 pct 
    Alimentação:                  -0,46 pct         -0,22 pct 
    Transportes:                  +1,29 pct         +0,49 pct 
    Despesas pessoais:      -0,17 pct         -0,33 pct 
    Saúde:                           +0,46 pct         +0,54 pct 
    Vestuário:                       -0,22 pct         -0,99 pct 
    Educação:                     +0,01 pct         +0,22 pct

O IPC mede a variação dos preços no município de São Paulo de famílias com renda até 20 salários mínimos.