Inflação pelo IPCA-15 sobe em outubro puxada por alimentos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 22 de outubro de 2003 as 10:33, por: cdb

A inflação medida pelo IPCA-15 acelerou para 0,66% em outubro, após uma alta de 0,57% em setembro, refletindo uma alta de alimentos e alguns preços administrados.

O dado divulgado nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) é visto como uma leitura prévia do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) — referência do sistema de metas de inflação — deste mês.

O grupo Alimentação e Bebidas passou de uma alta de preços de 0,17% em setembro para avanço de 0,87% em outubro. Os produtos que mais pressionaram foram frango –com avanço de 8,58%– e carnes –com alta de 3,66%.

Os alimentos vêm sendo pressionados pela entressafra de carnes, o que costuma ocorrer no segundo semestre do ano.

As tarifas de água e esgoto tiveram elevação de preços de 3,24% em outubro e as de táxi, de 5,44%, devido sobretudo aos reajustes ocorridos em São Paulo.

O IBGE informou ainda que, no ano, o índice acumula alta de 9,17% e nos últimos 12 meses, de 14,84%.

O IPCA-15 mede a variação de preços de famílias com renda até 40 salários mínimos em 11 regiões metropolitanas do país. O índice usa a mesma metodologia do IPCA, mas a diferença está no período da coleta dos dados.

O IPCA-15 de outubro refere-se ao período de 13 de setembro a 13 de outubro, comparado com os preços vigentes de 13 de agosto a 12 de setembro.