Inflação desacelera no início deste mês

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 24 de março de 2004 as 09:56, por: cdb

A inflação pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) desacelerou significativamente em março, para 0,40% após a taxa de 0,90% em fevereiro. A queda deveu-se sobretudo a menores custos de mensalidades escolares e alimentos e a quedas nos preços de combustíveis, como informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira.

O número também ficou abaixo da taxa de 0,61 por cento apurada pelo IPCA –referência do sistema de metas de inflação – em fevereiro. Com o resultado de março, o IPCA Especial (IPCA-E) – que compreende a inflação acumulada pelo IPCA-15 em três meses– avançou 1,99% no primeiro trimestre.

Nos últimos 12 meses, o IPCA-15 acumula alta de 6,31 por cento. O IBGE informou que os preços de mensalidades escolares passaram de um salto de mais de 8 por cento em fevereiro para avanço de apenas 0,69 por cento este mês.

Contribuíram para a desaceleração do índice também os custos de alimentos, que subiram em março 0,26%, contra 0,65% no mês passado. Os preços de álcool combustível e de gasolina tiveram quedas de, respectivamente, 8,46% e 0,42%, após altas em fevereiro.

“Além desses fatores, não houve em março impactos de itens importantes na despesa familiar como energia elétrica e ônibus urbano”, afirmou o IBGE em comunicado.

O IPCA-15 segue a mesma metodologia do IPCA. A diferença entre eles está na coleta, já que o IPCA mede o mês civil, enquanto o outro apurou a variação dos preços entre o período de 11 de fevereiro a 12 de março