Inflação cede apesar da agitação internacional

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 8 de junho de 2006 as 10:39, por: cdb

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ficou na menor faixa da expectativa dos analistas econômicos com a subida de 0,10%, seguindo a alta de 0,21% apurada em abril, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira. Economistas previam em média uma taxa de 0,15%, com os prognósticos variando de 0,10% a 0,25% na maior faixa do trimestre, devido ao panorama de instabilidade internacional.

A desaceleração deveu-se sobretudo ao recuo dos preços de álcool, de 11,06%. Esse foi o item com maior contribuição negativa individual, de 0,16 ponto percentual. Os preços dos remédios também subiram menos do que em abril, em 1,41%, também contribuindo para o recuo da inflação. No ano, o IPCA acumula alta de 1,75% e nos últimos 12 meses, de 4,23%, abaixo do centro da meta deste ano, de 4,5%.

O IPCA mede a variação dos preços para famílias com renda de até 40 salários mínimos nas regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro, Belém, Fortaleza, Recife, Salvador, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Brasília e Goiânia.