Inflação cai abaixo do esperado em São Paulo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 5 de dezembro de 2005 as 09:49, por: cdb

Após o impacto do reajuste dos combustíveis e da tarifa de água e esgoto, a inflação ao consumidor em São Paulo desacelerou em novembro, ficando abaixo da previsão do mercado.

A inflação caiu para 0,29%, após a taxa de 0,63% em outubro, mês que sentiu mais fortemente o reajuste de combustíveis autorizado pela Petrobras em 10 de setembro.

O dado, informado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) nesta segunda-feira, ficou bem abaixo da expectativa. Analistas previam em média uma taxa de 0,41%, com os prognósticos variando de 0,38% a 0,43%.

Os preços do grupo Transportes avançaram 0,33% em novembro, ante alta de 1,23% em outubro.

Os custos de Habitação, que incluem água e esgoto, tiveram variação positiva de 0,05%, contra 0,59% no mês anterior.

Já a alta dos preços de Alimentação acelerou, para 0,74% em novembro ante 0,45% em outubro.

Veja no quadro abaixo a variação de preços dos principais grupos de produtos e serviços:

                              Novembro          Outubro
Habitação:              +0,05 pct         +0,59 pct
Alimentação:           +0,74 pct         +0,45 pct
Transportes:            +0,33 pct         +1,23 pct
Desp. pessoais:       +0,09 pct         +0,81 pct
Saúde:                    +0,26 pct         +0,51 pct
Vestuário:               +0,39 pct         +0,01 pct
Educação:              +0,01 pct         +0,10 pct
    
O IPC mede a variação dos preços no município de São Paulo de famílias com renda até 20 salários mínimos.