Inea vai apurar aparecimento de mancha de óleo no Rio Iguaçu

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 23 de dezembro de 2010 as 12:31, por: cdb

>
23/12/2010Inea vai apurar aparecimento de mancha de óleo no Rio Iguaçu

Da Agência Brasil

Rio de Janeiro – O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) informou hoje (23) que técnicos do órgão estão percorrendo o Rio Iguaçu, na Baixada Fluminense, até a sua foz, na Baía de Guanabara, para avaliar as causas de um vazamento de óleo e os danos provocados ao ecossistema da região.

A decisão foi tomada após o aparecimento de uma extensa mancha de óleo identificada pelo biólogo Mário Moscatelli, que sobrevoava a região em busca de problemas ambientais. Ele enviou uma denúncia com as informações do vazamento para a Secretaria Estadual do Ambiente.

Devido à proximidade do rio com a refinaria Duque de Caxias (Reduc), a Petrobras foi questionada a respeito do vazamento, mas negou qualquer problema. A estatal informou que vistoriou todos os equipamentos e não registrou anormalidades. Segundo a empresa, o sistema de tratamento de efluentes (resíduos) industriais funciona normalmente.

Segundo a denúncia do biólogo, que fotografou a mancha no Rio Iguaçu, a estimativa é que o vazamento ultrapasse um quilômetro. O Inea ainda está apurando a extensão do dano.

O Rio Iguaçu deságua na Baía de Guanabara e ajuda na formação de manguezais. O manancial nasce na Serra do Tinguá, em Nova Iguaçu, e tem 43 quilômetros.

Edição: Lílian Beraldo