IGP-M fecha 2010 com maior alta em seis anos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 29 de dezembro de 2010 as 13:58, por: cdb

O Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) subiu 0,69% em dezembro, em uma forte desaceleração após a alta de 1,45% em novembro, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta quarta-feira. Em 2010, o IGP-M registrou alta de 11,32%, o maior nível em seis anos. Analistas consultados pela agência inglesa de notícias Reuters esperavam avanço de 0,78% este mês, segundo a mediana de projeções que oscilaram de 0,55% a 0,89%.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) avançou 0,63%, ante alta anterior de 1,84%. O componente relativo a Bens Finais teve variação negativa de 0,46% em dezembro, após alta de 1,34% em novembro.

“Contribuiu para a desaceleração o subgrupo alimentos processados, cuja taxa de variação passou de 5,58% para 0,63%”, explicou a FGV, em nota. Excluindo alimentos in natura e combustíveis, o componente de Bens Finais registrou aumento de 0,34%.

As maiores influências positivas no IPA como um todo foram aves (8,02%), algodão em caroço (10,69%), soja em grão (2,58%), milho em grão (4,41%) e farelo de soja (5,73%). O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 0,92%, contra elevação de 0,81%. O grupo Alimentação registrou alta de 1,96% em dezembro, levemente acima do avanço de 1,91% em novembro. As maiores altas individuais no varejo foram açúcar refinado (10,91%), alcatra (9,11%), aluguel residencial (1,03%), filé-mignon (23,53%) e mamão papaia (14,40%). O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) aumentou 0,59%, comparado a 0,36% antes.