Inclusão social é tema de projetos na ONG Sorrir

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 6 de outubro de 2003 as 17:26, por: cdb

Fundada em 30 de agosto, para atuar em ações de inclusão social. A organização conta com a presidência do londrinense Gláucio Renato de Lima e com o advogado Gerson da Silva, como vice.
 
Mas a ONG conta também com pessoas que atuam em vários setores que também estão se preocupando com a questão defendida pela organização.
 
Projetos
 
Um dos primeiro projetos da organização será destinado a inclusão digital. A meta é atender, de imediato, quinhentos adolescentes. O projeto deve apresentar aos jovens o mundo da informática com apoio de profissionais especializados.
 
A organização pretende também desenvolver projetos de formação profissional, voltados para jovens e trabalhadores.
 
A área ambiental vai merecer ações da Sorrir, voltadas à educação das crianças e a provocar a responsabilidade de jovens, adultos, de gente de todas as idades.
 
O trabalho será possível através da união de esforços dos membros da organização, todos dispostos a doar tempo, conhecimentos e trabalho para a realização destes objetivos.
 
Projetos futuros
 
– Buscar e defender alternativas de desenvolvimento humano e sustentável eu considerem a equidade, a justiça e o equilíbrio ambiental para as presentes e futuras gerações;
– Contribuir para geração de trabalho e renda;
– Promover a Qualificação Profissional facilitando o auto-emprego;
– Desenvolver lideranças Empreendedoras e integrativas para que sejam promotoras do processo de melhoria de qualidade de vida nos bairros e distritos;
– Favorecer a participação do idoso na formação profissional do empreendedor como forma de inclusão;
– Estimular a parceria com empresas, cidadãos e com outras organizações da sociedade civil, de modo a racionalizar recursos e fortalecer ações conjuntas, defendendo e lutando pela harmonia e respeito entre todas as pessoas, autuando na construção de um Brasil melhor através a criação de oportunidades de desenvolvimento humano de modo a fazer dessa prática, referência exemplar na sociedade.