Imprensa Embratel faz festa memorável no Copacabana Palace

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 21 de setembro de 2001 as 18:05, por: cdb

A festa no Copacabana Palace foi irretocável e terminou com show de Ed
Motta. Em 2002, o IV Prêmio Imprensa Embratel terá mais uma categoria:
Correspondente Estrangeiro, para premiar a reportagem que melhor projete o Brasil no exterior. O grande vencedor da III edição foi Marcelo Canellas, da TV Globo. Pela série exibida em 5 reportagens no Jornal Nacional ele recebeu o Prêmio Barbosa Lima Sobrinho, no valor de R$ 25 mil. A matéria apresenta a estarrecedora estatística de que a cada 5 minutos morre uma criança no Brasil por problemas decorrente da falta de comida, e que 36 milhões de pessoas no país não têm o que comer.

Canellas estendeu a premiação ao repórter cinematográfico e demais membros da equipe. Os vencedores por categoria:

Jornal e Revista: Andrei Meireles e Mino Pedrosa, da Revista
IstoÉ/DF, com “Caso ACM”. A série detonou as investigações na violação do painel eletrônico do senado, o cargo e o mandato de Antônio Carlos Magalhães. (R$ 15 mil)

Televisão: Caco Barcelos, TV Globo/ SP, com série “Recontando os Mortos da Repressão”. Mostrou que um casal de militantes políticos foi assassinado, ao contrário do notificado pelo Exército a 32 anos, quando qualificou a morte dos jovens de acidente de automóvel. (R$ 15 mil)

Rádio: Alexandra Fiori e Cid Martins, Rádio Bandeirantes, com
“Democracia Tardia”. A série mostra que mesmo 21 nos depois mais de 2 mil ex-presos políticos ainda permanecem com direitos cassados de cidadão.(R$ 10 mil)

Fotografia:Mônica Zarattini, Jornal A Tarde/SP, com “Rebelião II”, mostra a retomada do controle pela PM após a revolta no presídio do
Carandiru, em fevereiro de 2001. (R$ 10 mil)

Reportagem Esportiva: Marceu Vieira, Ivan Padilha e Clóvis Saint Clair, Revista Época/ RJ, com “Assim sumiram 3 anos”. A reportagem mapeia a evasão fiscal de Wanderley Luxemburgo, ex-técnico da seleção brasileira.( R$10 mil)

Internet:Sandra Pecis, responsável pela equipe,pelo desempenho do portal na divulgação de notícias. (R$10 mil)

Telecomunicação Especializada: João Carlos Fonseca, Revista
Telebrasil, com “Quatro megagrupos vão dominar as telecomunicações do país”, fala sobre o perfil dos novos dominantes nas telecomunicações, após as privatizações. (R$ 10 mil)

Telecomunicações – Veículo Não-Especializado: Mariana Camarotti,
Jornal do Commercio, “Três anos de privatização das telecomunicações”. A série aborda os aconteciemntos no setor dos três anos de privatizações no Brasil.(R$ 10 mil)

Menção Honrosa: Rodrigo Alvarez, Globo News/ RJ, com “O naufrágio da
Plataforma Gigante”. Os ganhadores dos Prêmios Regionais receberam R$ 5 mil.

Região Sudeste: João Antônio Barros, Jornal O Dia/ RJ, com “Os Homens de Ouro nos Anos de Chumbo”;

Região Norte: Lúcia Carla Gama, Jornal A Crítica (AM), com a série “A viagem da Esperança”;

Região Nordeste: Walace Lara, Rede Globo (TV Verdes Mares/Ceará), com
“Histórias da Velha Seca no Novo Século”;

Região Centro-Oeste: Dante Accioly, do Jornal Correio Braziliense/
DF, com “41 Histórias de Brasília”;

Região Sul: Mauri König, Jornal O Estado do Paraná, com “Mãos às armas, meninos”.