IGP-DI surpreende e registra alta em abril

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 10 de maio de 2006 as 09:29, por: cdb

O Índice Geral de Preços-Disponibilidade Interna (IGP-DI) registrou inflação em abril, devido a uma menor queda dos custos no atacado e a uma aceleração das altas no varejo. O índice subiu 0,02% no mês passado, seguindo a queda de 0,45% em março, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta quarta-feira. Analistas de mercado ficaram surpresos com a novidade, pois esperavam, em média, uma deflação de 0,19%, sendo que nenhum previa variação positiva.

Entre os componentes, o Índice de Preços por Atacado (IPA) declinou 0,15%, após cair 0,82% em março. O IPA agrícola caiu em ritmo significativamente menor, em 0,85% em abril ante declínio de 3,24% em março. O IPA industrial subiu 0,05%, após cair 0,06% no mês anterior.

As maiores quedas individuais no atacado foram laranja, óleos combustíveis, mandioca, soja em grão e aves. As principais altas vieram de tomate, cana-de-açúcar, leite in natura, fios e cabos de cobre isolados e ferro gusa para fundição. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 0,34% em abril, seguindo a alta de 0,22% no mês anterior.

Os preços do grupo Alimentação tiveram alta, de 0,36% em abril, após caírem 0,32% em março. Os de Vestuário avançaram 1,35%, após a queda de 1,1% anterior. Já os custos de Transportes diminuíram a alta, para 0,37% em abril, contra 1,43% em março.

As maiores altas individuais de preços no varejo foram tomate (35,20%), mamão papaia (29,52%), leite longa vida (3,95%), batata-inglesa (5,41%) e plano e seguro saúde (0,93%). O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) teve alta de 0,36%, contra elevação anterior de 0,20%.

No ano, o IGP-DI acumula alta de 0,23% e nos últimos 12 meses, queda de 0,77%.