Iêmen condena à morte líder de grupo que atacou petroleiro

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 5 de fevereiro de 2005 as 10:38, por: cdb

Uma corte de apelação iemenita sentenciou à morte neste sábado o líder de um grupo de 15 homens apontados no ano passado como responsáveis pelo ataque a um navio-tanque francês.

Fawaz al-Rabe’ie disse à corte em dezembro que os homens haviam prometido ao líder da Al Qaeda, Osama bin Laden, matar norte-americanos. Anteriormente, ele havia sido sentenciado a 10 anos de prisão, um veredicto que surpreendeu alguns observadores.

O tribunal manteve também a pena de morte contra um outro integrante do grupo. As sentenças de dois outros homens foram aumentadas de 10 para 15 anos, e as do restante do grupo foram mantidas.

O ataque ao Limburg, na costa do Iêmen em outubro de 2002, matou um dos 25 tripulantes e iniciou um incêndio a bordo do petroleiro — que transportava 400 mil barris de petróleo saudita.