Identificadas mais três vítimas do vôo 1907

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 17 de outubro de 2006 as 10:58, por: cdb

A Polícia Civil do Distrito Federal divulgou o nome de mais três vítimas do acidente com o Boeing 737-800 Gol, todas elas identificadas por meio de teste de DNA. Os resultados do exame saíram na segunda-feira, mas os nomes só foram divulgados na manhã desta terça-feira, depois de as famílias terem sido avisadas. Uma das vítimas estava carbonizada e as outras duas tiveram apenas fragmentos do corpo localizados pelas equipes de busca no local do acidente, no norte do Mato Grosso.

Os três passageiros reconhecidos são: Gilson Iglesias de Azevedo, 46 anos, do Rio de Janeiro; Huenderfidel de Souza Viana, 45 anos, do Espírito Santo; e Vandemir Ferreira de Oliveira, 52 anos, de Minas Gerais. Com a identificação desses passageiros, o número de vítimas do vôo 1907 reconhecidas sobe para 152, de um total de 154 pessoas que estavam a bordo do avião.

As equipes de busca continuam à procura dos dois últimos corpos que ainda não foram localizados. Os militares da Aeronáutica e do Exército contam com a ajuda de cães farejadores. Um cruzamentos entre a lista de vítimas reconhecidas e a relação de passageiros e tripulação divulgada pela Gol mostra que faltam ser identificados os corpos de Marcelo Paixão Lopes e de Joana Darc.

No final da tarde de segunda-feira, a diretora do Instituto de Pesquisa de DNA Forense do Distrito Federal, Cláudia Regina Barbosa de Oliveira Mendez, informou que a análise dos fragmentos também é importante para a identificação dos 154 ocupantes do Boeing.

– Temos alguns fragmentos que estão sendo analisados e esses fragmentos podem ser das duas pessoas que ainda faltam ser identificadas ou até mesmo de pessoas que já foram identificadas -, explicou.