IBGE divulga nesta sexta-feira inflação oficial de 2004

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 13 de janeiro de 2005 as 15:27, por: cdb

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) marcou para esta sexta-feira o anúncio da inflação de dezembro, estimada pelo relatório de “Indicadores Consolidados” do Banco Central em 0,78%. A projeção é a mesma do último Boletim Focus, que mostra todas as semanas as tendências do mercado para os principais indicadores da economia.

Caso o prognóstico se confirme, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede os gastos de famílias até 40 salários mínimos, fechará 2004 em 7,51%, 36,5% maior que a meta de 5,5% definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). O IPCA é o parâmetro oficial para as metas de inflação acertadas com o FMI, que têm tolerância de 2,5 pontos percentuais para mais ou para menos.

Caso se confirmem as projeções, o resultado ficará perto do teto sugerido, apesar de o BC ter retomado a política de ajustes monetários (aumentos da taxa básica de juros) em setembro último, elevando-a de 16% para 17,75% ao ano no encerramento de 2004. Essa tendência de alta deve ser mantida na reunião que o Comitê de Política Monetária (Copom) fará na semana que vem, conforme expectativas do mercado.

Segundo as estimativas dos índices de preços do BC, no entanto, a redução verificada em dezembro para os preços industriais no atacado sinaliza queda da inflação já a partir deste mês. Em projeções para os cinco primeiros meses do ano, o relatório do BC calcula IPCA médio de 0,60% em janeiro e fevereiro, média de 0,40% para março e abril, com queda para 0,30% em maio.

A inflação de 2,33% de janeiro a maio seria uma grande contribuição para a equipe econômica reduzir o acumulado de 2005 para perto da meta de 4,5%, traçada pelo CMN, mas já ajustada para 5,1% pelo BC. O relatório trimestral de inflação distribuído pelo BC no mês passado cita, porém, a perspectiva de 5,3%, mais em linha com a projeção do mercado, de 5,6%.