Hotéis trabalham para contra exploração sexual

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 8 de fevereiro de 2005 as 16:03, por: cdb

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), Eraldo Alves da Cruz, disse que os hotéis vêm trabalhando para combater a exploração sexual infantil.

– Os hotéis sempre tiveram uma responsabilidade muito grande com relação a isso. Não permitem a entrada de adolescentes a não ser acompanhados dos pais – afirmou.

Segundo ele, no caso das moças que vão aos hotéis para:

– A prática do sexo, sempre foi pedido carteira de identidade para provar que ela não é menor de idade.

Eraldo Alves disse também, em entrevista à Rádio Nacional, que os hotéis tiram uma xerox da carteira de identidade das moças para arquivo. Ele lembra que os hotéis sempre tiveram uma preocupação muito grande com relação à exploração sexual.

– Nós não podemos proibir a entradas de pessoas, afinal de contas o hóspede é livre para trazer quem ele quiser – observou.

Ainda de acordo com o presidente da ABIH, os hotéis sempre colocam avisos para tentar coibir a exploração sexual, principalmente em locais onde essa prática é maior.

– No Rio, todos os hotéis têm na porta uma placa dizendo que a entrada de menores é proibida e que o abuso sexual de menores ou de adolescentes é crime no nosso país – disse Eraldo Alves.

Mesmo com a proibição da entrada de menores, o presidente da ABIH admite que podem ocorrer casos de exploração sexual nos hotéis, uma vez que na madrugada um funcionário tentado por “uma gorjeta gorda” pode permitir que um hóspede acompanhado de uma menor acabe entrando.

Eraldo Alves informou que já propôs aos ministros Walfrido dos Mares Guia, do Turismo, e Ricardo Berzoini, do Trabalho, a edição de portaria penalizando os funcionários que permitirem a entrada de menores:

– Eu acho que vai ser uma atitude prática, que vai proibir efetivamente que essas coisas ocorram no país – disse.