Hotéis devem se preparar para a Copa 2014

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 26 de novembro de 2012 as 05:52, por: cdb
Atualizado em 02/01/13 20:27

A menos de um ano da Copa das Confederações e dois anos da Copa do Mundo de 2014, alguns hotéis de Brasília ainda têm muito o que melhorar.
Inspeção da Diretoria de Vigilância Sanitária (Divisa) em 26 de 41 estabelecimentos que se cadastraram para os dois eventos resultou, até agora, na notificação de 16 deles e na interdição parcial de outros seis. Na maior parte dos que não passaram pelo crivo da fiscalização, os problemas se concentraram nos serviços de lavanderia e na manutenção das piscinas.

As vistorias são feitas em hotéis do Gama, Núcleo Bandeirante, setores hoteleiros Sul e Norte e de Turismo Norte. No DF, são mais de 23,5 mil leitos. Até a chegada dos eventos esportivos, o número de leitos pode alcançar os 35 mil.

Uma equipe técnica de auditores da Divisa faz levantamentos para avaliar qual tipo de serviço o estabelecimento prestará na ocasião da Copa, assim como avalia serviços terceirizados de alimentação e higiene dos quartos.

Para serem classificados como hotéis oficiais da Federação Internacional de Futebol (Fifa), os estabelecimentos precisam atender a mais de cem requisitos, dentre eles: curta distância até o aeroporto, disponibilidade de ao menos 50 quartos exclusivos, além de padrões de conforto e segurança exigidos pela entidade.

Antecedência

De acordo com o gerente de alimentos da Divisa, André Godoy, a rede hoteleira está disposta a receber as vistorias, pois as ações estão sendo feitas com antecedência, e disponibilizará tempo hábil para que todos os hotéis possam se adequar. Caso seja encontrada alguma irregularidade, a priori é feita a interdição do local, variando o prazo para o cumprimento em semanas e até seis meses. Se o estabelecimento não cumprir o que ficou acordado, será autuado por descumprimento e poderá fechar suas portas.

 

..