Hospital de Valença é reformado no Rio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 28 de setembro de 2003 as 22:54, por: cdb

O secretário estadual de Energia, da Indústria Naval e Petróleo, Wagner Victer, esteve neste domingo em Valença, na Região do Médio Paraíba, para entregar 16 casas populares no bairro de Cambota e o Hospital Geral José Fonseca, no Centro, reformado.

A maior parte da verba, R$ 1 milhão, no total, destinada à reforma e ampliação do hospital foi utilizada na compra de equipamentos de última geração. A unidade conta agora com, entre outras melhorias, um centro cirúrgico com três monitores com tecnologia de ponta e duas mesas cirúrgicas, uma ortopédica e a outra, universal.

A reforma do hospital também compreendeu a instalação da UTI neo-natal com seis leitos para atendimento a bebês em situação de risco. O hospital, que desde 1964 não passava por reformas estruturais, ganhou novo pronto-socorro, recepção, salas de coleta de sangue e de internação, laboratório, farmácia e cozinha. A unidade conta ainda com novo mobiliário, novos elevadores e com moderno setor de lavanderia, com a aquisição de lavadora, secadora e centrífuga.

Segundo o secretário de saúde de Valença, Luiz Sérgio Leite, com a reforma, o hospital também vai passar a contar com um microscópio de última geração, para a realização de operações de neurocirurgia. O aparelho chegará à unidade na próxima semana.
 
Durante a entrega das 16 casas para moradores de baixa renda do conjunto Cidade de Deus, no bairro de Cambota, o secretário Wagner Victer, que estava representando a governadora Rosinha Garotinho, anunciou que serão liberados R$ 3,2 milhões para a reforma da Igreja da Catedral e para a instalação de um sistema de iluminação artística na fachada da construção.

– O governo do estado está aplicando recursos onde a população mais precisa para viver com dignidade, que é na habitação é na saúde – disse o secretário. Wagner Victer anunciou também que até 2004 todas as propriedades rurais de Valença terão energia elétrica. O secretário acrescentou que o Rio é o estado do Brasil com o menor número de famílias sem energia elétrica.