Homem do sapato-bomba vai ficar preso até julgamento

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 28 de dezembro de 2001 as 20:25, por: cdb

Um tribunal de Boston decidiu que Richard Reid, o homem que tentou detonar explosivos escondidos na sola dos seus sapatos durante um vôo internacional, não poderá aguardar seu julgamento em liberdade. Em sua argumentação à juíza, a agente especial do FBI (polícia federal americana) Margaret G Cronin disse que o que Richard Reid tinha atado aos pés era uma “bomba caseira” que poderia ter causado um rombo no avião.

“Se colocados ao lado de uma parede do avião, os explosivos poderiam ter causado um buraco enorme na fuselagem”, disse a agente do FBI. Reid, que tem 28 anos, foi flagrado na semana passada quando tentava detonar bombas presas a seus sapatos durante um vôo da American Airlines de Paris (França) e Miami (Estados Unidos). Ele está sendo acusado de intimidação da tripulação e pode ser condenado a até 20 anos de prisão, mas o FBI já deu indicações de que Reid pode responder a outras acusações.

Autoridades dos Estados Unidos e de outros países estão investigando se Reid, que é muçulmano, tem ligações com grupos terroristas. Algemado e vestido com um macacão laranja, Reid manteve a cabeça baixa durante quase toda a audiência, demonstrando pouca oscilação emocional.

Um dos únicos momentos em que Reid sorriu foi quando a agente do FBI descreveu como ele foi dominado por outros passageiros do avião, que usaram cintos e gravatas para segurá-lo enquanto o avião era desviado para Boston – onde Reid foi preso.