Holcim quer comprar britânica Aggregate por US$ 3,3 bilhões

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 12 de janeiro de 2005 as 11:12, por: cdb

A fabricante suíça de cimento Holcim  está em negociação para comprar a britânica Aggregate Industries  por 1,8 bilhão de libras (US$ 3,38 bilhões de dólares), mas o mercado reagia mal, afetando as ações da companhia, já que investidores temem impacto nos ganhos da empresa.

A Holcim, segunda maior fabricante de cimento do mundo, tem buscado aquisições para defender sua posição no mercado em meio à consolidação da indústria, focando principalmente nos mercados emergentes. Já Aggregate fornece agregados para construção, asfalto e produtos de concreto. Seus principais mercados são a Grã-Bretanha e os Estados Unidos.

Fontes do setor disseram que a Holcim deve acabar pagando cerca de 2,4 bilhões de libras pela aquisição, levando em conta a dívida de aproximadamente 600 milhões de libras da Aggregate.
Com o comitê da Aggregate dizendo que era “recomendável” uma proposta formal da Holcim, a companhia suíça entrou no mercado, com o suporte do grupo financeiro Citigroup, para fazer a oferta por mais de 190 milhões de ações da Aggregate, que representam 14,7 por cento em participação na empresa britânica.

Analistas receberam a notícia com ceticismo, argumentando que ela marca uma mudança na estratégia da companhia, que a afasta dos mercados em rápido crescimento e altas margens de lucros em direção a mercados saturados, como o britânico.

– Foi uma surpresa – disse um trader em Zurique. – É uma mudança de estratégia (para a Holcim). Até agora, eles estavam focados no cimento e agora não estão mais – disse um dealer.

As ações da Holcim eram negociada nesta quarta-feira com desvalorização de quase 3%.