Gugu Liberato é denunciado por entrevista forjada

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 5 de novembro de 2003 as 01:32, por: cdb

O apresentador Augusto Liberato, o Gugu, foi denunciado na última terça-feira por crime de ameaça e por dois crimes de imprensa em razão da falsa entrevista com dois supostos integrantes da facção criminosa PCC, levada ao ar dia 7 de setembro no programa ‘Domingo Legal’, no SBT. A acusação sujeita Gugu à condenação variável de um ano e um mês a cinco anos de cadeia, além de multa.

A denúncia foi encaminhada pela promotora Ana Gabriela Coutinho Caetano Visconti à juíza da 2ª Vara Criminal de Osasco. Gugu foi enquadrado no Artigo 16 da Lei de Imprensa (divulgar notícias falsas, que causem perturbação da ordem pública ou alarma social), e no Artigo 18 (fazer publicação ou transmissão que importe em crime previsto na lei), e no Artigo 147 do Código Penal, que captula o crime de ameaça.

A acusação envolve também, pelos mesmos crimes, o chefe da reportagem, Wagner Maffezoli, o repórter Rogério Casagrande, o produtor, Hamilton Tadeu dos Santos, o ‘Barney’, além dos atores Vagner Faustino da Silva e Antonio Rodrigues da Silva que, encarnaram as figuras, respectivamente, de Alfa e Beta (os dois falsos integrantes do PCC, que se apresentaram encapuzados).
 
Eles fizeram ameaças ao vice-prefeito da capital, Hélio Bicudo, e aos apresentadores Marcelo Rezende e José Datena.