Guga vence e Brasil empata duelo com Canadá

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 21 de setembro de 2003 as 18:55, por: cdb

Gustavo Kuerten empatou o duelo entre Brasil e Canadá pela repescagem da Copa Davis. O brasileiro venceu a primeira partida no confronto ao bater, na tarde deste domingo, Simon Larose por 3 sets a 1, parciais de 7/6 (7/4), 7/6 (7/4), 3/6, 7/6 (12/10).

No último tie-break, Kuerten estava perdendo por 4 a 0, mas chegou a igualdade e ainda teve dois match points antes de fechar o jogo. Para assegurar a vaga na elite da Copa Davis em 2004, o time brasileiro necessita de outra vitória no jogo entre Flávio Saretta e Frank Dancevic.

No sábado, a equipe canadense ficou a uma vitória da divisão de elite com a vitória da dupla formada por Daniel Nestor e Frederic Niemeyer, que superaram Guga e André Sá por 3 sets a 1, parciais de 6/3, 6/2, 1/6 e 6/2. O primeiro dia de disputa terminou empatado.

Na partida inicial, no Stampede Park, em Calgary, Flávio Saretta derrotou Frederic Niemeyer por 3 sets a 1, parciais de 6/4, 7/6 (7/5), 6/7, (5/7) e 6/4. No jogo de fundo, Gustavo Kuerten perdeu uma verdadeira batalha para Daniel Nestor por 3 sets a 2, parciais de 6/7 (7/9), 7/6 (7/0), 6/3, 6/7 (7/9) e 7/5, em 3h51m.

O Brasil busca sua permanência na elite após perder para a Suécia por 3 a 2, em fevereiro. Já o Canadá tenta a vaga depois de passar pelo Peru por 5 a 0 no Zonal. Desde a última ascensão à elite da Copa Davis, em 1997, o Brasil nunca mais foi rebaixado às disputas zonais (espécie de Segunda Divisão).

Esta é a quarta vez que os tenistas canarinhos disputam a repescagem nesse período, a primeira fora de casa. Em 97 e 98 o Brasil enfrentou a Nova Zelândia e a Romênia, ambos em Florianópolis (SC), e ganhou, e no ano passado passou pelos mesmos canadenses no Rio de Janeiro com uma vitória por 4 a 0 no saibro.

A última vez que disputou o Zonal Americano foi em 1996, quando Guga e Fernando Meligeni derrotaram Chile e Venezuela antes de bater a Áustria por 4 a 1, em São Paulo, já pela repescagem.

A melhor participação brasileira na Copa Davis aconteceu em 2000, quando Guga, Meligeni, André Sá e Jaime Oncins foram eliminados nas semifinais pela Austrália por 5 a 0. O confronto, disputado em piso de grama, contou com a participação de jogadores como Patrick Rafter e Lleyton Hewitt.