Guerra de guerrilha preocupa os EUA

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 28 de março de 2003 as 09:35, por: cdb

Em entrevista ao jornal The Washington Post, o general William Wallace afirmou que a forte resistência de forças iraquianas aumentou as chances de que a guerra no Iraque seja longa. De acordo com o general Wallace, os violentos combates dos últimos dias adiaram a chegada das tropas americanas a Bagdá.

O general americano revelou ainda que duas divisões de tropas americanas tiveram que interromper a ofensiva rumo à capital iraquiana para esperar por suprimentos de comida, água, combustível e munição.

Demissão

Na quinta-feira, o Pentágono anunciou que cerca de 120 mil soldados americanos serão enviados ao Golfo Pérsico nas próximas semanas como parte da mobilização militar para a guerra no Iraque.

Em Washington, um importante assessor do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, pressionado por acusações de um conflito de interesses, pediu demissão do cargo. Richard Perle, que dirigia a Comissão de Política de Defesa, estava sendo criticado por seu papel de conselheiro da Global Crossing, uma empresa de telecomunicações em processo de falência.

Perle afirmou que não fez nada de errado, mas não queria causar nenhum problema para o Pentágono durante um momento de “importantes desafios” para o Departamento de Defesa americano. O assessor do Pentágono era conhecido como um dos principais incentivadores de uma ação militar contra o Iraque. Perle argumentava que os iraquianos apresentariam uma “resistência mínima” a um ataque americano.