Guarani vence o Gama por 3×1

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 8 de outubro de 2002 as 22:55, por: cdb

O Guarani venceu o Gama por 3 a 1 e subiu para a sétima colocação no Campeonato Brasileiro, com 25 pontos. O Gama continua com 19 pontos, mas é a equipe que mais jogou na competição, com 17 jogos.

O herói da vitória alviverde foi o atacante Sérgio Alves, que marcou os dois gols da equipe. Curiosamente, ele ainda não havia balançado a rede do estádio Brinco de Ouro da Princesa. Sérgio Alves soma agora oito gols no Brasileirão.

O Bugre começou com muita vontade e, logo no primeiro lance agudo da partida, aos 3min, abriu o placar, com Sérgio Alves. Ele aproveitou a cobrança de escanteio de Marquinhos e marcou de cabeça.

Dois minutos mais tarde, o artilheiro bugrino, com sete gols, quase marcou mais um, mas a finalização saiu errada e o goleiro Pitarelli não precisou se esforçar.

Os poucos momentos e lucidez do time candango nos primeiros minutos eram criados pela direita, com o habilidoso lateral Paulo Henrique. A marcação em cima do atacante Dimba, entretanto, impedia que os lances fossem concluídos para gol.

Aos 32min, o meia Jackson fez boa jogada individual e arricou um chute, que passou tirando tinta da trave esquerda do goleiro Edervan, que nem se mexeu.

A resposta bugrina veio dois minutos mais tarde: Martinez fez linda jogada e rolou para Brener, que pegou errado na bola e perdeu um gol feito cara-a-cara com Pitarelli.

O erro alviverde acabou custando caro, já que, aos 41min, o Gama empatou: Rafael cobrou falta e Dimba completou para o gol, marcando seu 12° gol na competição e encostando no artilheiro Rodrigo Fabri, que marcou um a mais.

No último minuto da primeira etapa, o lateral bugrino Gilson aproveitou uma sobra pela esquerda e arriscou o chute para Pitarelli fazer uma difícil defesa.

O Gama voltou do intervalo com uma alteração: o treinador Giba colocou o meia-atacante Romualdo no lugar do apagado Fernando Gaúcho.

Mas o primeiro lance de perigo foi do Guarani: aos 5min, o atacante Sérgio Alves recebeu grande passe na entrada da área e exigiu uma linda defesa de Pitarelli.

Mas o treinador Jair Picerni percebeu que o ataque campineiro não estava rendendo o suficiente e resolveu fazer substituições por atacado: colocou Léo, Adriano e Otacílio nos lugares de Brener, Júnior e Emerson.

Aos 20min, o lateral Gilson fez grande jogada individual e bateu para assustar Pitarelli. Dois minutos depois, Marquinhos fez boa jogada e deixou Sérgio Alves na cara do gol para marcar seu segundo gol na partida.

Aos 40min, o jogador Wilson Goiano, que havia acabado de entrar no lugar de Paulo Henrique, acertou uma cotovelada em Gilson e acabou expulso pelo árbitro Heber Roberto Lopes.

Com um jogador a mais, o Guarani, que havia melhorado muito com as entradas de Léo e Adriano, acabou marcando o terceiro gol: Sérgio Alves roubou uma bola e tocou para Léo driblar o goleiro e se redimir da má apresentação no jogo contra o Vasco.

GUARANI 3X1 GAMA

Local: estádio Brinco de Ouro, em Campinas (SP)
Juiz: Heber Roberto Lopes (PR)
Cartões amarelos: Jairo, Rafael, Jackson (Gama); Léo (Guarani)
Cartão vermelho: Wilson Goiano (Gama)
Gols: Sérgio Alves, aos 3min e Dimba, aos 41min do primeiro tempo; Sérgio Alves, aos 22min, e Léo, aos 42min do segundo tempo

GUARANI
Edervan; Patrício, Bruno Quadros, Juninho e Gilson; Émerson (Otacílio), Martinez, Júnior (Adriano) e Marquinhos; Brener (Léo) e Sérgio Alves
Técnico: Jair Picerni

GAMA
Pitarelli; Paulo Henrique (Wilson Goiano), Vinícius, Jairo e Rochinha; Jefferson, Rafael, Lindomar (Anderson) e Jackson; Fernando Gaúcho (Romualdo) e Dimba
Técnico: Giba