Grupo que seqüestrou brasileiro ameaça matar soldado dos EUA

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 1 de fevereiro de 2005 as 20:00, por: cdb

Um comunicado na internet atribuído ao grupo islâmico Saraya (Brigadas) Al Mujahedin, o mesmo que assumiu o seqüestro do brasileiro João José Vasconcelos Jr., anunciou a captura de um soldado americano.

No comunicado sem data publicado por um site árabe, o grupo ameaça matar o soldado em 72 horas, caso prisioneiros iraquianos não sejam soltos.

O site traz ainda uma foto do que aparenta ser um soldado americano, sentado em frente a uma faixa preta e com um rifle apontado para sua cabeça.

– Um grupo de nossos guerreiros (mujahedin) capturou um soldado americano chamado John Adam, depois que alguns de seus companheiros foram mortos –  diz a mensagem.

– Este soldado será morto em 72 horas a menos que todos os iraquianos sejam libertados das prisões das forças de ocupação (do Iraque).

Sem confirmação

A autenticidade do comunicado ainda não foi confirmada.

João José Vasconcelos Jr. foi seqüestrado na quarta-feira dia 19 perto de Beiji, no norte do Iraque, onde trabalhava em uma obra da construtora Odebrecht.

O seqüestro de Vasconcelos foi assumido em um comunicado atribuído ao Saraya Al Mujahedin publicado na internet e por meio de um vídeo mostrando a carteira de mergulhador de Vasconcelos.

As imagens foram exibidas por TVs árabes.