Greve no Paraná pode deixar bancos sem dinheiro

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 11 de fevereiro de 2005 as 11:06, por: cdb

Empregados de empresas de transporte de valor estão em greve no Paraná. Se não houver acordo em uma audiência que será realizada nesta sexta-feira, na Delegacia Regional do Trabalho, entre a categoria e proprietários dessas empresas, existe a possibilidade começar a faltar dinheiro nos bancos e caixas eletrônicos do estado.

Segundo o presidente do Sindicato dos Empregados em Empresas de Segurança, Vigilância e Transporte de Valores de Curitiba e Região Metropolitana (Sindivigilantes), João Soares, a negociação das reivindicações está acontecendo há um mês, mas as empresas não atendem as solicitações da categoria.

São quatro empresas responsáveis pela entrega de dinheiro para os bancos, que transportam R$ 200 milhões por dia em Curitiba e região e R$ 1 bilhão diariamente no Paraná. Segundo o presidente do Sindivigilantes, só ontem (10) cerca de R$ 50 milhões ficaram retidos nas empresas porque não havia forma de entregar o dinheiro aos bancos.

Os 1.800 trabalhadores reivindicam 6% de reajuste no INPC que determina o reajuste de salários, 4% de aumento real, aumento da contribuição por risco de vida de 20% para 30% , um vale alimentação de R$ 12,00 ao invés de R$ 10,00 e o pagamento de horas extras trabalhadas e não a compensação de horas como tem ocorrido.