Greve de ônibus paralisa região Metropolitana

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 25 de abril de 2006 as 11:59, por: cdb

Os passageiros que tentaram embarcar em ônibus nas cidades de Niterói, São Gonçalo, Maricá, Itaboraí, Tanguá e Rio Bonito, todos na Região Metropolitana,  lotaram os pontos nesta terça-feira e tiveram muita dificuldade para embarcar em um coletivo.
 
 Com agreve dos ônibus, o trânsito também ficou caótico, pois o número de carros particulares nas ruas aumentou, o que causou retenções principalmente na Ponte Rio-Niterói.   passageiros de Niterói que têm suas atividades no Rio seguiram a pé para a estação das barcas, no Centro, que ficou lotada.
 
Os rodoviários  destes municípios decidiram entrar em greve a partir do primeiro minuto desta terça-feira. A decisão foi tomada em assembléia realizada nesta segunda-feira. Representantes do Sindicato dos Rodoviários  disseram que iriam operar 30% da frota, como determina a legislação, em caso de paralisação de serviços essenciais.
 
O Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários do Estado do Rio (Setrerj) ganhou liminar na última greve, ocorrida no dia 12, que determinava multa diária de R$ 100 mil para cada dia com paralisação total. A última greve deixou mais de um milhão de pessoas a pé, e foi considerada ilegal pela Justiça por não respeitar a obrigatoriedade dos 30% dos veículos em funcionamento.
 
Os rodoviários reivindicam 8% de reajuste e o fim da função de motorista júnior, que opera os microônibus. Os grevistas decidiram  pela paralisação por não aceitar a proposta das empresas de ônibus da região, que ofereceram apenas 5% de aumento nos salários, contra os 12% reivindicado por motoristas e cobradores no início do mês. A paralisação desta terça-feira é por tempo inderteminado.