Grêmio perde nas Libertadores

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 21 de março de 2003 as 13:01, por: cdb

Jogando muito mal, o Grêmio perdeu para o Pumas, por 1 x 0, na noite desta quinta-feira – a partida foi realizada no estádio Olímpico da Cidade do México. Com este resultado, os gaúchos complicaram a sua situação na Copa Libertadores da América.

O Tricolor segue somando sete pontos na tabela de classificação do Grupo 5, tendo agora que vencer uma de suas duas partidas restantes nesta fase para seguir adiante na competição.

O time brasileiro foi pressionado pelo seu adversário desde o começo do jogo. Empurrado pelo seu torcedor, o Pumas levava um perigo constante ao gol defendido por Danrlei. As jogadas de linha de fundo eram as preferidas do elenco comandado pelo técnico Hugo Sánchez (ex-atleta da seleção do México). A todo instante, os laterais Trujilo e De la Torre tentavam os cruzamentos para a grande área, visando principalmente o atacante Lozano.

O Tricolor visivelmente poupou energias durante os primeiros 45 minutos da partida. Os efeitos da altitude – a Cidade do México fica 2.240 metros acima do nível do mar – foram fortemente evitados pelos jogadores da equipe orientada pelo treinador Tite. Os homens de meio-campo dificilmente avançavam, deixando isolados no setor de frente os atacantes Caio e Basílio.

A melhor oportunidade do primeiro tempo, apesar disso, pertenceu ao Grêmio. Aos 39 min, o meia Rodrigo Fabri driblou três marcadores, avançou com a bola dominada e efetuou uma assistência perfeita para Caio. O atacante gremista dominou com categoria e, da entrada da área, finalizou com força, acertando o travessão de Rangel.

No lance seguinte, Galindo também desperdiçou uma excelente oportunidade para abrir o placar. O volante mexicano concluiu cruzado, da intermediária, obrigando Danrlei a praticar uma excelente defesa – este espalmou a bola para escanteio.

O Grêmio voltou novamente sem determinação para o segundo tempo. Sem nenhuma criatividade, o meio-campo do time brasileiro praticamente não apareceu. O Pumas, com isso, aproveitou para exercer uma pressão ainda maior no gramado.

Depois de muito insistir, os mexicanos alcançaram o gol da vitória aos 34 min. De La Torre realizou um cruzamento perfeito, na direita, encontrando o centroavante Gonzáles, que havia entrado no lugar de Lozano. O jogador do time da casa cabeceou com precisão, sem dar a menor chance de defesa para Danrlei.

Nos últimos minutos, o Pumas tratou de administrar o resultado. Visivelmente extenuado, o Tricolor não teve forças para buscar uma reação.

PUMAS 1 X 0 GRÊMIO

Pumas
Bernal; Trujillo, Beltrán, Castro e De la Torre; López (Lemos), Leandro, Galindo (Ledesma) e Fonseca; Lozano (Gonzáles) e Aílton
Técnico: Hugo Sánchez

Grêmio
Danrlei; Anderson Lima, Polga, Claudiomiro e Roger; Amaral, Tinga, Rodrigo Fabri e Gilberto (Gavião);Basílio e Caio
Técnico: Tite

Data: 20/3/2003
Local: Estádio Olímpico da Cidade do México
Arbitragem: Oscar Ruiz (Colômbia)
Gol: Gonzáles (Pumas)
Cartões Amarelos: Ânderson Lima (Grêmio); Aílton e Trujilo (Pumas)