Grampos: delegado diz que ainda não saber quem foi mandante do crime

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 27 de março de 2003 as 11:55, por: cdb

O delegado da Polícia Federal, Gesival Gomes de Souza, que preside o inquérito da PF que investiga a instalação de grampos telefônicos ilegais na Bahia, disse na manhã desta quinta-feira que não é possível afirmar ainda quem é o mandante do crime. De acordo com o delegado, 28 pessoas já foram ouvidas e outras 22 ainda prestarão depoimento. O delegado está sendo ouvido no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado Federal.